Survivor Ghost Island – O destino é o melhor amigo


Anteriormente em Survivor:

Não teve recap porque teve muito Pearl Jam, desculpa, gente! Eddie Vedder >>>> Jeff Probst.

Mas então: Bradley sentiu-se aliviado por ter sobrevivido ao Conselho Tribal, e percebeu que Michael era um bom jogador e uma ameaça. Chris estava ON FIRE, ganhou a prova de recompensa praticamente sozinho AND fez rap no confessionário. Como não amar?

 

Após perderem a imunidade, Michael, Jenna e Stephanie entenderam que estavam cada um por si. Jenna se salvou por saber fazer tranças (e nada mais). A aliança Naviti pensou em todas as possibilidades para escolher quem eliminariam, e acabou sobrando para a sereia Stephanie, após Desiree olhar sua bolsa e não achar nenhuma vantagem.

#TotalBlindside

 

Episódio 6 começou e nem teve conversa, foi logo BUFFS AO ALTO.

Quem tava na minoria e achou que mais um swap seria a salvação levou um balde de água fria, porque a sorte continuou do lado Naviti original:

Malolo 3.0: Desiree, Angela, Kellyn, Michael e James

Naviti 3.0: Donathan, Chelsea, Libby, Bradley e Domenick

Yanuya 1.0: Sebastian, Jenna, Laurel. Wendell e Chris.

 

Três Navitis originais e dois Malolos originais em cada tribo. Eu odiei essa divisão em tribos de cinco. É muito perigoso! Muita gente boa se ferra nessas trocas. Né, Donathan?

 

Na tribo nova, Wendell ficou feliz por não estar mais no meio da briga Dom x Chris, apesar de sentir falta de Dom. Todos ficaram felizes por ter Chris na tribo por sua força física e vontade de vencer. Mas só por isso mesmo, porque se dependesse da personalidade…

 

 

É muito duro para ele, ser tão lindo e forte, ter que esconder que é modelo, e para compensar esse problema, trabalha duro criando relações com as pessoas. Ou tentando matá-las com um machado…

 

 

Laurel foi bem narradora neste episódio, e eu amo ouvir ela falar. Sei que ela é uma super duper fã e torço muito para ela. O plano era sorrir e deixar Chris ser Chris e aproveitá-lo para ganhar provas. E se perdessem, ele seria uma ótima opção de voto.

 

 

Na Naviti, Bradley estava no paraíso. Voltou ao acampamento bom, se reuniu com Domenick e ainda tinha Chelsea e a maioria. Domenick continuava com a língua solta falando de Chris e do ídolo falso, e o pé atrás com Libby. Dizia ele que tinha o jogo dela todo sacado, e a chamou de Parvati 2.0. Imagina quantas ex Survivors agora estão com ódio dele porque acham que elas é que são Parvati 2.0?

 

 

Amo tanto essas provas de olhos vendados…a gritaria, as pancadas, até a narração do Jeff.

Olha só Chelsea maravilhosa querendo roubar a bolsa dos laranjas:

 

Os deuses de Survivor castigam

 

Teve até ciranda da bailarina

 

 

MaloLOW perdeu mais uma vez, e Desiree sentiu-se responsável, já que era a única com os olhos abertos. Vocês não acham que foi um erro de estratégia? A Kellyn não é ótima nos quebra-cabeça? Tudo bem que tem que gritar e tal, mas nessas provas sempre o quebra-cabeça decide!

Mesmo antes de perderem a prova, essa tribo parecia triste. Angela totalmente apagada e magoada. Desiree e Kellyn vinham da Naviti unida, que jamais titubeou, o que poderia dar a Angela alguma segurança, mas como era nítido que as duas estão super unidas, Angela seria a primeira a sobrar. E ali estava James, que a havia salvado no primeiro swap, única razão para ela ter sobrevivido até ali. James, por sua vez, tinha Michael, que já havia votado nele como único Malolo original.

Michael sabia que Desiree e Kellyn eram inseparáveis, então a única esperança dos dois Malolos seria Angela. James apelou para o histórico deles, Kellyn assegurou para Angela que a metade dela da Naviti ficou sempre unida, sem discussão e queria que Angela ficasse com elas.

Fomos para o Conselho Tribal com a dúvida de Angela.

A discussão mais uma vez girou em torno de força ou fidelidade às cores. Quando Kellyn disse que as relações duradouras são tão importantes quanto a força, James teve um ótimo argumento: a tribo em que são colocados é uma coisa aleatória, e parte crucial do jogo é encontrar os relacionamentos, as alianças, de acordo com o que acontece no jogo. Isso é mais importante do que uma cor de buff sorteada ou entregue pela produção.

Mas Jeff ficou orgulhoso mesmo quando perguntou a cada um se usavam coração ou cabeça no jogo, e Kellyn respondeu que usava a intuição, o instinto, que era a mistura perfeita de cabeça e coração.

 

 

Fim de jogo para James… pessoal abriu mão da força, mas nem tanto. Repararam no olhar fulminante de James para Michael ao perceber que a votação havia sido unânime?

 

 

Eu estava ouvindo os podcasts do Rob, acho que foi o Know-it-alls, que nesse episódio aconteceu em um evento de pôquer em Reno, e não teve Stephen. Mas teve Adam Klein, Ben Driebergen e… Coach!

 

O programa foi excelente, Coach super humilde(!), Adam super divertido. Eles comentaram sobre o erro de Wendell na prova de imunidade. Ele era o líder, e acabou esquecendo um dos pacotes de peças lá no tapete inicial. Quando percebeu, voltou para buscar as peças. Os caras do podcast questionaram se Probst deveria ter feito Wendell levar todos os quatro coleguinhas vendados até lá para buscar ou não.

 

 

Com certeza as regras foram explicadas em detalhes antes da prova começar, e acho difícil Probst ter deixado rolar se a regra dissesse outra coisa. O que vocês acham? Imagina se o povo que assiste ao BBB visse isso? Como é que anula prova de Survivor? 😂

Tá aqui o link para o Know-it-Alls em Reno. Tyson chegou mais para o final. <3

 


%d blogueiros gostam disto: